Skip to content

Boyacá Chicó

03/09/2012

Quem é o pior atacante do mundo? Cada pessoa terá uma resposta diferente. Alguns dirão que é aquele bagre que passou pelo seu time noutras épocas. Outros responderão que é o grosso que joga no maior rival. Muitos também se lembrarão de Negreiros, aquele que “marcou época” no Flamengo. Em 2009, porém, o pior atacante do mundo foi eleito por unanimidade. Nome e sobrenome? Jonas Gonçalves Oliveira, jogador com passagens por Guarani, Portuguesa, Santos, Grêmio e que agora está no Valencia, da Espanha – e na seleção brasileira.

Para quem não lembra, explico: em 11 de março 2009, o “Imortal” de Porto Alegre viajou à Colômbia para enfrentar um desconhecido time pela fase de grupos da Libertadores. A equipe era o Boyacá Chicó Fútbol Club, da cidade de Tunja, no corazón do país. Esse jovem time alviverde foi “vítima” de um dos gols mais perdidos da história. Aos 34min do segundo tempo, o atacante Jonas bateu, o goleiro deu rebote e o próprio camisa 9 aproveitou, driblando o arqueiro e ficando livre só pra rolar para as redes. Só que o inacreditável aconteceu: Jonas acertou a trave, e, mesmo com nova sobra sem goleiro, concluiu para fora (veja o lance). Depois dessa, ganhou as manchetes de jornais locais e internacionais como “o pior atacante do mundo” – menos mal que o Grêmio venceu por 1 a 0.

O fato é que esta é a grande marca do Boyacá Chicó, um time inexpressivo e que só é lembrado quando alguém menciona o terrível lance de Jonas (por sinal, está enganando bem no futebol europeu). Apesar dos pesares, considero esta uma das camisas mais diferentes da minha coleção, que algumas outras peças xadrez, como a do Lens (França). Sem mais delongas, confiram o belo uniforme dos ajedrezados de Tunja.

Em 10 anos de vida, o Boyacá Chicó conquistou três títulos colombianos: um da Série A, um da B e um da C

Camisa encontrada com muito suor em Bogotá, capital colombiana. Foi em uma loja da Walon, marca que fornece material esportivo para várias equipes da Colômbia e do Peru. Infelizmente, vou ficar devendo o endereço… Só lembro que o vendedor era muito gente boa e me deu uma flâmula do Once Caldas de graça!

O time soma duas participações na Libertadores. Em 2008, caiu na 1ª fase (conhecida como Pré-Libertadores). Já em 2009, foi eliminad no grupo 7, que tinha Grêmio, U de Chile e Aurora

O Boyacá manda os jogos no Estadio de La Independencia, ampliado para 20000 pessoas

O único título do Boyacá – que já teve uniformes rubro-negros e azuis antes de chegar ao verde atual – aconteceu em 2008, em final contra o tradicional América de Cali. Após empates por 1 a 1 na ida e na volta, a decisão em Tunja, casa boyacenses, foi para os pênaltis. Confira aqui o título do Chicó na voz marcante de Jorge Eliecer Torres, o mais famoso narrador colombiano.

E aí, gostou da camisa? Deixe seu comentário!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: