Pular para o conteúdo

Audax Italiano

31/01/2011

Quando o chileno Valdivia começava a fazer sua fama pelo Palmeiras, entre 2006 e 2008, correu um boato de que havia surgido um “novo Valdivia”, ainda melhor que o original. Tratava-se de Carlos Villanueva, jovem do Audax Italiano La Floria SADP, simpático e centenário time da colônia italiano de Santiago (Chile).

Grande promessa, Villanueva despertou o interesse de grandes times do futebol mundial, especialmente depois de sua boa atuação na estreia do Chile na Copa América de 2007. No jogo contra o Equador, ele deu uma assistência para gol e ainda fez de falta o tento da vitória por 3 x 2 (veja aqui).

Sabe-se lá como, quem acabou tirando o garoto do Audax Italiano foi o modesto Blackburn Rovers, da Inglaterra. E nunca mais se ouviu falar de Villanueva… Para relembrar os bons tempos do meio-campista, confira a camisa do Audax Italiano. E se quiser descobrir o que aconteceu com ele, é só ir até o final do post…

Com exatos 100 anos, o Audax Italiano já foi quatro vezes campeão chileno. Todos os títulos foram conquistados na época em que o campeonato era único, e não divido entre Apertura e Clausura

Camisa achada por sorte em uma loja de departamentos em Calama, no Chile, a mesma em que encontrei essa da Unión Española. Era a última que tinha, e, para minha felicidade, bem do meu tamanho!

Pelas fileiras do Audax Italiano já desfilaram vários jogadores conhecidos, como Salvador Cabanãs, el gordito artilheiro, e também Johnny Herrera, o "Superboy", goleiro que todos os palmeirenses querem ver de volta no Corinthians

O time é dono do pequenino estádio Bicentenario de La Florida, com capacidade para apenas 12000 torcedores. No entanto, o campo do Audax foi inteiro reformado e modernizado e está nos padrões ideais da Fifa

Os torcedores do São Paulo devem se lembrar do Audax Italiano e de Carlos Villanueva na Libertadores 2007. Nesta edição do torneio, o time chileno quase ganhou do clube paulista em pleno Morumbi, com atuação de gala da então jovem promessa (relembre o jogo).

Para quem quer saber onde foi parar Villanueva, ele fracassou em sua passagem pelo futebol inglês e está desde 2009 no Al-Shabbab, dos Emirados Árabes Unidos. No clube árabe, ele inclusive foi colega de Pedrão, o eterno matador do Barueri.

Por lá, vez ou outra faz seus golzinhos e é citado como possível reforço de algum time. Pouco para quem um dia interessou até ao Real Madrid…

E aí, gostou da camisa? Deixe um comentário!

2 Comentários leave one →
  1. Renato D'e Santino permalink
    02/02/2011 13:05

    Carlos Villanueva era o grande astro do meu Bahia, vice-campeão mundial no Football Manager 2008.

    Fazia a meiuca como ninguém, e municiava o paraguaio Cesar Lindado, o peruano Omar Andrade e o grande brasileiro Neto Potiguar.

    • Francisco De Laurentiis permalink*
      02/02/2011 13:07

      Se tudo o que acontecesse no FM fosse verdade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: